Eleições 2022:“PEC terá algum impacto, a questão é qual o tamanho”, diz cientista político

 

O cientista político e presidente do conselho científico do Ipespe, Antonio Lavareda, afirmou que o aumento do Auxílio Brasil para R$ 600 “deverá ter algum impacto” nas eleições de 2022. “A questão é qual o tamanho desse impacto”, disse em entrevista à CNN neste sábado (16).

Apoiada pelo governo, o Congresso promulgou na quinta-feira (14) a emenda que aumenta o benefício, então em R$ 400, até dezembro.

“Óbvio que vai haver alguma alteração positiva para o presidente. Isso será dado em intenção de voto. A questão é o montante disso”, afirmou Lavareda sobre a tentativa de reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL).

A emenda possibilita ao governo federal gastar, fora do teto de gastos, mais R$ 41 bilhões até o fim do ano para ampliar benefícios sociais, conceder ajuda financeira a caminhoneiros e taxistas, reforçar a compra de alimentos para pessoas de baixa renda e incentivar a redução de tributos do etanol. As medidas, no entanto, só valem até o final do ano.

O cientista político diz que o auxílio deve impactar os eleitores com renda familiar mensal de até um salário mínimo. A maioria desse segmento pretende votar no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Bolsonaro tenta atrair esse grupo e tirar votos do oponente na disputa pela Presidência.

Lavareda aponta que estudos em ciência política mostram que, quando a avaliação negativa de um governo é duradoura, essa opinião tende a se manter. Segundo a última pesquisa do Datafolha, de 22 e 23 de junho, 50% dos eleitores com renda familiar de até 2 salários mínimos reprovam o governo.

O cientista político afirma que as pesquisas de intenção de voto feitas após o pagamento da primeira parcela do auxílio de R$ 600 “vão ajudar a entender” o cenário.

“Se [o cenário] já estava tão consolidado que esse benefício terá tido pouco efeito ou se não era um ressentimento consolidado [da população] e que pode ser subtraído por esse auxílio”, disse.

Debate

A CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.