‘World’s 50 Best’: ao menos quatro restaurantes brasileiros estão entre os 100 melhores do mundo | Turismo e Viagem

 

Ao menos quatro restaurantes brasileiros ficaram entre os 100 melhores do mundo da lista “The World’s 50 Best Restaurants”, tradicional ranking anual de melhores do mundo feito pela revista britânica “Restaurant”.

  • Compartilhe esta notícia no WhatsApp
  • Compartilhe esta notícia no Telegram

Nesta terça-feira (5), foram revelados os nomes dos estabelecimentos que ficaram entre a 51ª e a 100ª posição (veja o site oficial). Há três restaurantes de São Paulo e um do Rio (leia mais mais abaixo nesta reportagem).

A expectativa é que outros brasileiros apareçam no top 50 da “Restaurant”, que vai ser divulgado em 18 de julho, durante uma cerimônia em Londres. Em 2021, o restaurante A Casa do Porco, no Centro de São Paulo, foi o 17º colocado.

Veja os brasileiros que ficaram entre a 51ª e a 100ª posição em 2022:

D.O.M – São Paulo (53ª posição)

Prato do restaurante D.O.M — Foto: Divulgação

Comandando pelo chef Alex Atala, o restaurante foi inaugurado em 1999 no centro de São Paulo e está em 53º lugar no ranking da “Restaurant” de 2022.

De acordo com a descrição do prêmio, o D.O.M tornou-se uma instituição da culinária brasileira. Atualmente, está localizado na rua Barão de Capanema, Jardins.

“Passe pela imponente porta da frente no arborizado centro de São Paulo para provar um menu degustação de cair o queixo, com polvo e alcachofra, formiga, manga e mamão, e para a sobremesa, figo verde com gorgonzola e vinho do porto”, descreve a página do ranking.

Evvai – São Paulo (67ª posição)

Restaurante Evvai, em São Paulo — Foto: Divulgação

O restaurante de Pinheiros, que tem à frente o chef Luiz Filipe Souza, aparece em 67º lugar. Conforme a descrição da lista, o “minitortellini recheado com caranguejo é imperdível, junto com o linguini com molho de ervilhas e ouriço-do-mar”.

O texto continua: “Há uma excelente carta de vinhos e coquetéis clássicos e criativos, como negronis ou gin com infusão de chai”.

Lasai – Rio (78ª posição)

Resturante Lasai, no Rio de Janeiro — Foto: Divulgação

Localizado no bairro Humaitá, no Rio, o Lasai ficou no 78º lugar no ranking.

“Fazendo jus ao seu nome, que significa ‘tranquilo’ na língua basca, o Lasai é uma combinação da cozinha de classe mundial do chef Rafa Costa e Silva e um ambiente acolhedor e informal de luz baixa e uma equipe solícita”, diz o texto da premiação.

O restaurante fica em uma casa histórica e centenária e inclui um terraço com vista para o Cristo Redentor.

Maní – São Paulo (96ª posição)

Prato do restaurante Maní — Foto: Divulgação

Também localizado no badalado bairro de Pinheiros, o Maní inspira-se em ingredientes orgânicos. A cozinha é comandada por Helena Rizzo, que já foi reconhecida como melhor chef feminina da América Latina e melhor chef feminina do mundo.

O g1 agora está no Telegram; clique aqui para receber notícias diretamente no seu celular.

Veja todos os classificados entre 51° e 100° lugar:

  • 51° – Alcalde (Guadalajara – México)
  • 52° – Sud 777 (Cidade do México – México)
  • 53° – D.O.M. (São Paulo – Brasil)
  • 54° Lyle’s (Londres – Inglaterra)
  • 55° – Azurmendi (Larrabezúa – Espanha)
  • 56° – La Colombe (Cidade do Cabo – África do Sul)
  • 57° – Trèsind Studio (Dubai – Emirados Árabes)
  • 58° – Alléno Paris au Pavillon Ledoyen (Paris – França)
  • 59° – Sazenka (Tóquio – Japão)
  • 60° – Rosetta (Cidade do México – México)
  • 61° – La Grenouillère (La Madelaine–sous–Montreuil – França)
  • 62° – Ernst (Berlim – Alemanha)
  • 63° – Chef’s Table at Brooklyn Fare (Nova York – Estados Unidos)
  • 64° – Fu He Hui (Xangai – China)
  • 65° – Le Du (Bangkok – Tailândia)
  • 66° – Sühring (Bangkok – Tailândia)
  • 67° – Evvai (São Paulo – Brasil)
  • 68° – Kjolle (Lima – Peru)
  • 69° – Cosme (Nova York – Estados Unidos)
  • 70° – Zén (Singapura)
  • 71° – Mingles (Seoul – Coreia do Sul)
  • 72° – Atelier Crenn (São Francisco – Estados Unidos)
  • 73° – Kol (Londres – Inglaterra)
  • 74° – Blue Hill at Stone Barns (Pocantico Hills – Estados Unidos)
  • 75° – Samrub Samrub Thai (Bangkok – Tailândia)
  • 76° – Neighborhood (Hong Kong – China)
  • 77° – Table by Bruno Verjus (Paris – França)
  • 78° – Lasai (Rio de Janeiro – Brasil)
  • 79° – Estela (Nova York – Estados Unidos)
  • 80° – AM par Alexandre Mazzia (Marselha – França)
  • 81° – Brat (Londres – Inglaterra)
  • 82° – Sézanne (Tóquio – Japão)
  • 83° – El Chato (Bogotá – Colômbia)
  • 84° – Gimlet at Cavendish House (Melbourne – Austrália)
  • 85° – Raan Jay Fai (Bangkok – Tailândia)
  • 86° – Mikla (Istanbul – Turquia)
  • 87° – Orfali Bros Bistro (Dubai – Emirados Árabes)
  • 88° – Mishiguene (Buenos Aires – Argentina)
  • 89° – Máximo Bistrot (Cidade do México – México)
  • 90° – Wolfgat (Paternoster – África do Sul)
  • 91° – Oriole (Chicago – Estados Unidos)
  • 92°- Indian Accent (Nova Deli – Índia)
  • 93° – Hertog Jan at Botanic Sanctuary (Antuérpia – Bélgica)
  • 94° – Burnt Ends (Singapura)
  • 95° – Meta (Singapura)
  • 96° – Maní (São Paulo – Brasil)
  • 97° – Benu (San Francisco – Estados Unidos)
  • 98° – Tantris (Munich – Alemanha)
  • 99° – Flocons de Sel (Megève – França)
  • 100° – Wing (Hong Kong – China)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.